Blocos dinâmicos :: Porta de correr :: Janela alta e Janela Baixa

De tempos em tempos eu faço revisões nos blocos dinâmicos que disponibilizo no Arquilog. Foi o que aconteceu com os blocos dinâmicos de Porta de correr, Janela alta e Janela baixa, que eu tinha publicado pela primeira em 2013.

Nas imagens abaixo você pode ver como eram os blocos na época.

Porta de correr
Bloco dinâmico de Porta de correr em 2013
janela alta
Bloco dinâmico de Janela alta…
janela baixa
… e de Janela baixa, também em 2013

Em março de 2021 fiz uma grande revisão no Template de Layers e Anotações para Projetos de Arquitetura. Essa revisão contemplou também os blocos de portas e janelas. Veja abaixo os blocos dinâmicos de portas e janelas disponíveis hoje na loja do Arquilog:

O que você achou dos blocos dinâmicos de portas e janelas do Arquilog? Eles foram elaborados para agilizar o seu desenho de projetos de arquitetura em programas CAD. O tempo que você economizará nos projetos compensará rapidamente o investimento feito!

O Template de Layers e Anotações para Projetos de Arquitetura também está a venda na loja do Arquilog! Se quiser conhecê-lo, clique na imagem abaixo. Além das layers para o projeto de arquitetura você encontrará estilos de textos, cotas, leaders e tabelas para as escalas 1/1, 1/2, 1/2.5, 1/5, 1/10, 1/20, 1/25, 1/50, 1/75 e 1/100, uma cartela com 33 blocos dinâmicos para um pequeno projeto de arquitetura residencial, um bloco dinâmico de prancha com carimbo e muito mais!

Veja também o Tutorial do Template de Layers e Anotações para Projetos de Arquitetura do ARQUILOG.

Publicado originalmente em 28 de janeiro de 2013.

Template de layers (CAD) para arquitetura – padrão AsBEA

Em 2014 eu publiquei pela primeira vez aqui no Arquilog um Template de Layers para Projetos de Arquitetura usando o padrão do AsBEA. Na imagem abaixo você pode ver uma parte da tabela de layers do Template na época.

artigo-template-cad
Tabela de layers do Template para Projetos de Arquitetura – padrão AsBEA

Você conhece o Manual de Diretrizes Gerais para Intercambialidade de Projetos em CAD do AsBEA?

Entre outras propostas de padronizações para projetos, o AsBEA apresenta no manual, um sistema de nomenclatura de layers usando campos, que adaptou da ISO 13567.

Ele propõe que os nomes das layers sejam escritas em campos, como abaixo:

AGE-OEA-QDI-ARG-EEL-ESC-DUS

onde cada campo corresponde a uma informação referente a layer:
AGE – agente
OEA – Objeto / Elemento / Assunto
QDI – Qualificativo / Diferenciação
ARG – Anotações e representação Gráfica
EEL – Estado do elemento
ESC – Escala (campo livre)
DUS – Definição do usuário (campo livre)

Exemplos de preenchimentos para o campo AGE:
ARQ – Arquitetura | APS – Paisagismo

Exemplos de preenchimentos para o campo OEA:
ALV – Alvenaria | MOB – Mobiliário

Exemplos de preenchimentos para o campo QDI:
ALT – alta | BXA – baixa

Exemplos de layers usando os campos do AsBEA:
Layer de alvenaria alta: ARQ-ALV-ALT
Layer de divisória baixa: ARQ-DIV-BXA

Segundo o manual, quando não há item em determinado campo e há um item posterior, para manter-se o alinhamento dos campos, este deverá ser preenchido com -___- (três traços sublinhados), além dos hífens do campo.

Ainda de acordo com o manual, se uma disciplina necessitar utilizar um layer de outra disciplina, deverá usar a nomenclatura definida para a segunda disciplina. Ex: Se a arquitetura necessitar de um layer para pilar, deverá utilizar a nomenclatura definida na estrutura.

Sobre o Template de Layers e Anotações para Projetos de Arquitetura para AutoCAD do Arquilog

Durante muito tempo o Template de Arquitetura do Arquilog seguiu o manual do AsBEA a risca. Porém, na última revisão do Template fiz pequenas alterações para diminuir o número de campos utilizados nos nome das layers, facilitando assim sua leitura no AutoCAD.

Com isso, adotei apenas 4 campos, assim:
AGE-OEA-QAN-DUS

onde:
AGE – agente
OEA – Objeto / Elemento / Assunto
QAN – Qualificação do elemento da layer ou Anotações e representação Gráfica
DUS – Definição do usuário (campo livre)

Alguns exemplos de layers no Template de Layers e Anotações para Projetos de Arquitetura para AutoCAD do Arquilog:

ARQ-___-TXT-002 – Arquitetura, Textos gerais, nomes de ambientes, pena 0.2
ARQ-ALV-ALT – Arquitetura, Alvenarias altas em corte
ARQ-CON – Arquitetura, Elementos a Construir
ARQ-MOB-___-001 – Arquitetura, Mobiliários, pena 0.1
EIL-LUM – Elétrica, Iluminação, Luminárias

Os nomes das layers ficaram mais curtos facilitando a leitura e a rápida identificação.

O Template de Layers e Anotações para Projetos de Arquitetura está a venda na loja do Arquilog! Se quiser conhecê-lo, clique na imagem abaixo. Além das layers para o projeto de arquitetura você encontrará estilos de textos, cotas, leaders e tabelas para as escalas 1/1, 1/2, 1/2.5, 1/5, 1/10, 1/20, 1/25, 1/50, 1/75 e 1/100, uma cartela com 33 blocos dinâmicos para um pequeno projeto de arquitetura residencial, um bloco dinâmico de prancha com carimbo e muito mais!

Veja também o Tutorial do Template de Layers e Anotações para Projetos de Arquitetura do ARQUILOG.

Você pode acessar o Manual de Diretrizes Gerais para Intercambialidade de Projetos em CAD no site do AsBEA clicando aqui.

Publicado originalmente em 02 de abril de 2014.

Aniversário do Arquilog e novo Template de Layers e Anotações

Hoje o Arquilog faz 9 anos! \o/

Também é a data que estou relançando o Template de Arquitetura que agora se chama Template de Layers e Anotações para Projetos de Arquitetura.

O novo Template traz muitas novidades:

Ele agora vem em duas opções: uma para ser usada quando trabalhamos com a cor de fundo padrão dos programas CAD, como a cor 33,40,48 do AutoCAD. E outra opção para trabalharmos com o fundo branco. Essa opção imita a folha impressa, já dando uma ideia do resultado final, enquanto desenhamos o projeto.

  • A imagem mostra o Template de Layers e Anotações para Projetos de Arquitetura do Arquilog, em fundo padrão.
  • A imagem mostra o Template de Layers e Anotações para Projetos de Arquitetura do Arquilog, em fundo branco.

Outra novidade é que acompanha o Template, uma cartela contendo 33 blocos dinâmicos para um pequeno projeto de arquitetura residencial!

  • A imagem mostra a Cartela de blocos do Template de Layers e Anotações para Projetos de Arquitetura do Arquilog, em fundo padrão.
  • A imagem mostra a Cartela de blocos do Template de Layers e Anotações para Projetos de Arquitetura do Arquilog, em fundo branco.

Os blocos agora possuem preenchimento para ocultarem objetos, o que agiliza muito o trabalho das hachuras de piso, por exemplo.

Entrego também com o Template, um projeto modelo, pra demonstrar o uso das layers, cotas, textos e blocos dinâmicos.

  • A imagem mostra o Projeto Modelo do Template de Layers e Anotações para Projetos de Arquitetura do Arquilog, em fundo padrão. A imagem aparece branca pois representa a impressão do projeto.
  • A imagem mostra o Projeto Modelo do Template de Layers e Anotações para Projetos de Arquitetura do Arquilog, em fundo branco.

Não deixe de ver o Template de Layers e Anotações para Projetos de Arquitetura na loja do Arquilog! Se você já comprou alguma versão do Template do Arquiolog e quiser adquirir essa nova versão, me mande um e-mail, que eu dou o valor que você pagou como desconto para essa nova compra (para versão anterior o valor do desconto é de R$59,99).

Veja também o Tutorial do Template de Layers e Anotações para Projetos de Arquitetura do ARQUILOG.

Resultado da pesquisa online sobre o uso do BIM | PINI

A editora PINI divulgou os resultados da pesquisa online sobre o uso do Building Information Modeling (BIM – em português, Modelagem de Informação para Construção) nas áreas de construção e projetos, realizada do dia 23 de maio ao dia 23 de junho deste ano.

Pesquisa mostra que mais de 90% dos arquitetos e engenheiros pretendem utilizar o BIM em até cinco anos.

Das 588 respostas da pesquisa, 54,08% foi feita por engenheiros e 45,92% por arquitetos. A maior parte dessa amostra, 62,07%, ainda não trabalha com a tecnologia.

“O mercado ainda encontra-se imaturo e adoção do BIM é pequena; embora os grandes benefícios que podem ser obtidos superam em muito os investimentos a maioria ainda entende os investimentos em softwares e treinamento como barreiras a mudança, reforçando o caráter conservador e de baixo investimento em mudanças e melhorias na gestão por parte do setor”, conclui Leonardo Manzione – colaborador da pesquisa e diretor da Coordenar e especialista em gestão, tecnologia da construção e BIM.

Leia a matéria completa em PINIweb.com.br | Pesquisa mostra que mais de 90% dos arquitetos e engenheiros pretendem utilizar o BIM em até cinco anos | Construção Civil, Engenharia Civil, Arquitetura.

O uso de fontes tipográficas em projetos de arquitetura

Um dia desses eu estava lendo um artigo na Archdaily sobre o uso de fontes tipográficas em projetos de arquitetura.

As 10 melhores tipografias para projeto de arquitetura | Archdaily Brasil

O artigo enfatizava que a escolha correta da tipografia que irá descrever o projeto , além de ser importante para a criação de uma perfeita composição gráfica, é fundamental para construção de uma identidade visual dos projetos do profissional ou escritório de arquitetura.

O artigo apresentava, também, modelos tipográficos bastante usados por arquitetos, entre opções gratuitas e pagas. Dentre elas, me chamaram a atenção as fontes Consolas, Cambria, Constantia, Corbel e Candara, pois são fontes disponíveis na plataforma do Windows e que tem seus usos condicionados à licença do próprio sistema operacional.

O uso de fontes tipográficas no Template do Arquilog

Quem conhece o Template de Layers e Anotações para Projetos de Arquitetura do ARQUILOG, sabe que lá eu aponto o uso de algumas fontes tipográficas em projetos. Na nova versão do Template, a ser lançada em breve, incluí a sugestão das 5 fontes que mencionei acima.

E para complementar o assunto e ajudar aos arquitetos a escolher a fonte que irá fazer parte da identidade visual de seus projetos, faço um pequeno estudo e ilustro abaixo a aplicação das 12 fontes que indico no Template: Arial, Arial Narrow, Calibri, Calibri Light, Cambria, Candara, Consoles, Constantia, Corbel, Lucida Console, Stylus BT e Verdana.

Veja a seguir.


Arial

Uso de fontes tipográficas em projetos - Arial
Fonte Arial aplicada em projeto de arquitetura
Continue lendo O uso de fontes tipográficas em projetos de arquitetura

Anuidade do CAU 2021

ATENÇÃO: O CAU SUSPENDEU O REAJUSTE DA ANUIDADE PARA 2021. PORTANTO OS VALORES INTEGRAIS DAS TAXAS DEVIDAS AO CAU VOLTAM A SER OS MESMOS DE 2020.

Até o dia 14 de janeiro de 2021, o CAU não havia oferecido nenhuma redução de valor ou isenção de reajuste, desconsiderando a retração econômica no país causada pela pandemia do COVID.

No dia 15 de janeiro, no entanto, atendendo ao clamor da classe (palavras da nova presidente do CAU, Nadia Somekh), o reajuste de 5,2% que tinha elevado a anuidade para R$601,12 foi cancelado. A anuidade do CAU para 2021 voltou a ser a mesma de 2020, ou seja, R$ 571,41.

As novidades em termos de descontos e prazos de pagamento permaneceram.

Valores da Anuidade para 2021
 Anuidade: R$ 571,41*. Esse valor pode ser pago a vista (com desconto de 10% ate 31/01/21, 5% até 28/02/21 ou 0% até 31/03/21) ou parcelado.
Anuidade para profissionais com até 2 anos ou mais de 30 anos de formados com 50% de desconto: R$ 285,71*. Esse valor pode ser pago a vista (com desconto de 10% ate 31/01/21, 5% até 28/02/21 ou 0% até 31/03/21) ou parcelado.
Anuidade para profissionais com 2 a 3 anos de formados com 30% de desconto: R$399,99*. Esse valor pode ser pago somente a vista, com desconto de 10% em janeiro, 5% em fevereiro ou 0% até 31/03/21.
Anuidade para profissionais com 3 a 4 anos de formados com 20% de desconto: R$457,13*. Esse valor pode ser pago somente a vista, com desconto de 10% em janeiro ou 5% em fevereiro ou 0% até 31/03/21.
Anuidade para profissionais com 4 a 5 anos de formados com 10% de desconto: R$514,27*. Esse valor pode ser pago somente a vista, com desconto de 10% em janeiro ou 5% em fevereiro ou 0% até 31/03/21.
Profissionais com mais de 40 anos de contribuição (incluindo o tempo no CREA) estão isentos de pagar a anuidade.
Registro de Responsabilidade Técnica (RRT): R$97,95*
Certidão de Acervo Técnico com Atestado (CAT-A): R$ 97,95*
Registro de Direito Autoral: R$ 195,90*
Taxa de emissão de carteira de identificação profissional definitiva: R$64,23*
Taxa de emissão de carteira de identificação profissional provisória: R$26,76*
Continue lendo Anuidade do CAU 2021

Entenda as escalas de linhas tracejadas no CAD

Aqui vai uma super dica para entender as escalas de linhas tracejadas no CAD.

Em projetos de interiores costumamos fazer detalhamentos em diversas escalas em uma mesma prancha. Esses detalhes são feitos em tamanho real no MODEL e escalados no LAYOUT. Como garantir que todas as linhas tracejadas ficarão na mesma escala?

Alterando as escalas das linhas no model

Se eu ALTERO as escalas das linhas tracejadas (comando LTSCALE ou a LINETYPE SCALE no quadro PROPERTIES) no MODEL de acordo com as escalas de cada detalhe, eu NÃO preciso marcar o “USE PAPER SPACE UNITS FOR SCALING do quadro LINETYPE MANAGER (comando LINETYPE).

Observe na figura abaixo. Cada retângulo representa uma VIEWPORT no LAYOUT.

A primeira VIEWPORT está na escala 1/100
A segunda VIEWPORT está na escala 1/50
A terceira VIEWPORT está na escala 1/25

Cada quadro tem 2 conjuntos de linhas tracejadas

As linhas de cima estão LINETYPE SCALE 1.
As linhas de baixo estão com a LINETYPE SCALE de acordo com a escala do desenhos do MODEL: 1 para a escala 1/100, 0,5 para a escala 1/50 e 0,25 para a escala 1/25.

escalas das linhas tracejadas no CAD configuração 1

Observe que o conjunto de linhas que aparecem corretas no LAYOUT são aquelas que foram as que tiveram sua LINETYPE SCALE alteradas no MODEL.

VANTAGENS: Eu consigo enxergar o tracejado das linhas no MODEL.

DESVANTAGENS: Se eu precisar alterar as escalas das linhas tracejadas, terei que alterar uma por uma.

Configurando a opção automática

Se eu NÃO ALTERO as escalas das linhas tracejadas (comando LTSCALE ou a LINETYPE SCALE no quadro PROPERTIES) no MODEL de acordo com as escalas de cada detalhe, eu preciso marcar o “USE PAPER SPACE UNITS FOR SCALING do quadro LINETYPE MANAGER (comando LINETYPE).

Observe a figura abaixo. Os retângulo são as mesmas VIEWPORTS e as configurações quanto a LINETYPE SCALE são as mesmas da figura anterior.

escalas das linhas tracejadas no CAD configuração 2

Observe agora que o conjunto de linhas que aparecem corretas no LAYOUT são as de cima, as que mantiveram a LINETYPE SCALE mantidas em 1 no MODEL.

VANTAGENS: Essa configuração é a mais automática. E se eu precisar alterar as escalas das linhas tracejadas, eu altero de uma única vez no comando LTSCALE. Outra vantagem é que funciona melhor quando eu preciso imprimir o mesmo detalhe do MODEL em várias escalas no LAYOUT, pois mantém os tracejados com o mesmo espaçamento em todas as escalas impressas.

DESVANTAGENS: Nem sempre eu consigo enxergar o tracejado das linhas no model, principalmente quando trabalho com escalas muito pequenas.

Se eu não quiser alterar as escalas das HACHURAS a cada escala que eu trabalho no MODEL, eu preciso usar hachuras ANOTATIVAS. Mas isso é assunto para outro post.

Crie um novo comando no CAD | Cor Byblock

Eu estou sempre criando botões no meu CAD. Como não trabalho com LISP, é a minha forma de automatizar algumas tarefas.

Dessa vez, precisei de um botão que convertesse o objeto pré-selecionado para a cor by block, pois precisava converter centenas de objetos em várias seleções. Como executar a tarefa com poucos cliques? Criando um botão!

Digitei CUI e pressionei <enter>. Entrei no Customize User Interface.

Cliquei na estrela com asterisco, no quadro inferior da esquerda, como indicado em verde na figura abaixo:

Customize user interface

Apareceram à direita dois quadros, um para eu escolher uma imagem para meu botão e o outro para eu digitar os passos do novo comando.

No quadro Buttom Image, escolhi um ícone para o camando

No quadro Properties:

– em name, digitei o nome do meu comando, Cor Byblock

– em description, escrevi uma descrição breve do que o comando faz: Altera as cores dos objetos pré selecionados para byblock

– em macro, digitei _Change;Properties;Color;byblock;;

Fechei os quadros no OK.

Incluí o comando na minha Tool Pallete de comandos, como ensinei no artigo https://arquilog.com.br/autocad-tool-palettes-criando-comandos-personalizados/.

Pronto! Testei e funcionou!

Manual de Diretrizes Gerais para Intercambialidade de Projetos em CAD do AsBEA

O Manual de Diretrizes Gerais para Intercambialidade de Projetos em CAD do AsBEA estabelece uma padronização para nomes de layers, diretórios e nomes de arquivos para projetos em CAD, baseada nos modelos de normas Americanas / Canadenses (AIA, CSI, NBSI) e Européias (ISO).

Apesar de ter sido elaborado em 2002, o manual ainda fornece uma boa referência para a padronização e integração entre os desenhos em CAD, agilizando e aumentando a confiabilidade do processo de troca de informação entre escritórios de projetos

O Manual de Intercambialidade de Projetos em CAD pode ser baixado gratuitamente no site da AsBEA aqui.

Aqui no Arquilog você encontra dois templates de layers de arquitetura para programas CAD, sendo um deles baseado no Manual de Diretrizes Gerais para Intercambialidade de Projetos em CAD do AsBEA. Conheça-os aqui.

Arquitetura e Blocos Dinâmicos

Translate »